quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Remarcando a passagem


A morte é aquele ônibus com um motorista orgulhoso de sua função, sempre pronto para pegar na hora certa seus passageiros e deixa-los em seus devidos destinos, exatamente conforme a passagem garante a cada um.
Saber lidar com a ansiedade e com a imprudência, o que não é fácil pra nenhum passageiro, aumenta muito a possibilidade dele não embarcar nesse ônibus antes da hora ou para um lugar que na realidade não deseja ir.
A verdade dos fatos é que “na hora ou fora dela”, depois do embarque, as portas desse ônibus se fecham e ele toca em frente mesmo, a não ser que você recorra ao dono da empresa.

É sabido que ele tem um coração incrivelmente generoso, capaz de fazer milagres para dar alternativas para os passageiros, não só quanto à estação de desembarque, como até autorizar o motorista a retornar para a estação de origem, abrir as portas e permitir que os passageiros remarquem suas passagens para um novo destino e data.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Compartilhamento de uma conquista



Compartilhamento de uma conquista

“Minha Escrivaninha”
http://www.minhaescrivaninha.com.br/

Meu blog “Minha Escrivaninha” atingiu hoje a marca de 28.818 visualizações desde a sua criação, com artigos referentes à literatura e artes.
Iniciei o blog no dia 13.01.2008 com o artigo “Não há espaço para a superficialidade” e nesse ano publiquei apenas três artigos.
Somente a partir de 16.04.2014 com a publicação do artigo “Nosso Telefone” é que dei impulso para muitos outros e confesso que embora penoso, sempre me deu imensa satisfação mantê-lo ativo.
É gratificante manter um site com esse tipo de conteúdo, carente em nosso tão querido Brasil e ter um retorno tão estimulante como o que venho obtenho através de e-mail, curtidas e comentários através de outras mídias e pela própria estatística do site, conforme abaixo:
Estatística Global de Visualizações:
Brasil                                 16860
Estados Unidos                   6910
França                                   967
Alemanha                              877
Rússia                                    589
Ucrânia                                 152
China                                    149
Polônia                                 124
Japão                                     101
Reino Unido                           96
e outros mais

Um muito obrigado, de coração, a todos os meus estimados amigos leitores por essa generosa possibilidade que me propiciam.

João de Azeredo Silva Neto
Membro da Academia Jacarehyense de Letras
Cadeira nº 4 – Patrono Sr. Orlando Hardt




quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Boca calada e escorpiões



Quando garoto
Eu me lembro
Por fora
Fazendo piada
Por dentro
Sofrido
Boca calada

Eu tinha medo
De levar bronca
De escorpião
Do fim do mundo
E neste mundo...
Coisas de outro mundo...
de alma penada
Era isso o tudo
Que o Eu
Então criança
Escondia

Hoje o Eu vivido
Com o tudo que viveu
Sorrindo...
Saudoso avalia
Mesmo assim...
Sou tão feliz!


sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Chega de papo e trololó



As vezes...
Quando a alma fica fraca
A fantasia, ah...
Aquela safada!!!
Cheia de papo e trololó
Envereda-se pro meu lado
E, ... aproveitando-se  da situação
Quer cravar-me na cabeça
Aquele seu maldoso boticão
Para arrancar-me parte da consciência
... aquela boa que me resta
Seu desejo?
Deixar-me ainda mais acabrunhado
Eu sou amigo da fantasia
Ela tantas vezes é quem me guia
Leva-me para tantas alegrias
Mas essa que eu estou falando
Ah..., essa tenho certeza é safada
Quer me cegar
Me convencer a pegar carona com ela
Sem bagagens
Sem questionamentos
Me oferece viagens de sonhos
Diz que vai levar-me pra Passargada

Mas, ...
Se acredito sem pensar
Que esse projeto ardiloso
Seja assim tão maravilhoso
Que esse paraíso prometido
Seja realmente generoso e logo ali
Tão fácil e sem obstáculos
Vou entrar com os dois pés
Numa falsa e cruel verdade
Certamente, será sofrido o retornar
Como não sou louco
E,  tão pouco afoito
Achei melhor me questionar
Dar mais um tempinho
Resolvi essa viagem...
Para sempre adiar
Nesse trem eu não sigo
É tudo tão caro e sofrido
Está decidido!
Nessa viagem não vou embarcar


terça-feira, 1 de agosto de 2017

Aqui, lá ou acolá?


Às vezes pensamos
A felicidade deve estar lá...
Atrás daquelas montanhas
Onde o sol nasce tão bonito!
Outras vezes pensamos
A felicidade deve estar lá...
Atrás daquelas montanhas
Onde o sol se põe tão bonito!
Por que será que às vezes é tão difícil
Curtirmos a sua luz
Clareando tantas belezas
Que ele nos mostra neste instante
Por aqui

Seguir por Email

Translate

Total de visualizações de página

Estatísticas