terça-feira, 16 de outubro de 2018

Um novo tempo...


A TERRA DOS BRIOCHES EM TEMPOS DE PREVENÇÃO, CONTROLE E ERRADICAÇÃO DE PRAGAS



Material utilizado: indignação, lápis e papel A4.
Autor: João de Azeredo Silva Neto
Copyright do autor

sábado, 13 de outubro de 2018

Está mais que sinalizado

ENQUANTO ISSO NA TERRA DOS BRIOCHES, SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER




Material utilizado: indignação, lápis e papel A4.

Autor: João de Azeredo Silva Neto

Copyright do autor

Uma questão de posicionamento


ENQUANTO ISSO NA TERRA DOS BRIOCHES





Material utilizado: indignação, lápis e papel A4.


Autor: João de Azeredo Silva Neto


Copyright do autor

domingo, 8 de julho de 2018

Bancando a sorte


Bancando a sorte
Autor: Letra e música de João de Azeredo Silva Neto

Meu bem
Vou te cobrar um dote
Há de bancar a sorte
De poder me namorar

Porem
Preste bem atenção
Pois agora vou dizer
Como vai ser a prestação

Eu quero
Sussurrinho gostosinho
Em meu ouvido com jeitinho
Num clima de sedução

Pagamentos
Sempre com muita vontade
Sempre com muita alegria
Pra valer a emoção

Refrão

O pagamento
Será sempre em carinho
Sempre com muito denguinho
Se comigo quer ficar

O pagamento
Tem que ter cumplicidade
Firmado no Cartório
Do nosso coração

Refrão

Agora
Se quiser casar comigo
Um outro dote
Também há de me pagar

Quero
Uma casinha gostosinha
E uma rede na varanda
Prá nós sempre namorar

Depois
De muito tempo de varanda
O pagamento vira alma
Garantias de durar

sábado, 9 de junho de 2018

Amsterdã não tem tantan



Com a flauta de pan
Tocando Charleston e Cancan
Debaixo do meu cobertor
Curtindo Amsterdã

Se vai dar namoro
Ou se é enrolação
Eu só sei menina
O que eu quero é curtição

Depois fui para Paris
Me esbaldei no Moulin Rouge
A festa estava boa
E fiquei zoando ali

Até que uma noite
Som vibrante eu escutei
Tinha tantan, repique
Pandeiro e tamborim

Esse som eu sei
Que não existe igual
Voltei, pro meu Brasil
É tempo de Carnaval

Letra e Música de João de Azeredo Silva Neto
Membro da Academia Jacarehyense de Letras
Cadeira nº 04


quinta-feira, 31 de maio de 2018

Andorinha fofoqueira



Andorinha fofoqueira

Andorinha fofoqueira
Foi bicar pro meu amor
Que eu vivia só ciscando
No ninho do Beija-flor

O Beija-flor é bonitinho
Mas não tem nada a ver comigo
A minha grande paixão
Sempre foi o Gavião

Mas o mundo dá muitas voltas
Ela até me pediu perdão
Contou-me triste a penosa
Sua história de solidão

Falou-me do seu calor
Pelas plumas do Beija-flor
Mas que fica tão mexida
Com o Papagaio falador

Foi então que um belo dia
Recebi carta da Andorinha
Vai casar cheia de amor
Com o Canário cantador

O...ooo...uma linda história de amor (bis)

Letra e Música
Autor: João de Azeredo Silva Neto



terça-feira, 29 de maio de 2018

sexta-feira, 11 de maio de 2018

O tempo dos apaixonados


O tempo dos apaixonados

O tempo parece parar
Quando estou com você
Nada parece existir ao meu lado
Só eu e você

E assim como dois apaixonados
Pela noite abraçados
Curtimos mil beijos e afagos
Como o coração quer
Por que não?

Assim como dois namorados
Pela noite assim tão colados
Curtimos todas delícias
Que o coração pode e quer

Autor: Letra e Música de João de Azeredo Silva Neto
Registrado na Biblioteca Nacional

terça-feira, 27 de março de 2018

Falso crédito



É triste quando uma mente acredita que basta apenas alimentar o estômago de alguém.


Deixe-me pensar...!!!



Bater figurinha, bolinha de gude, empinar pipa, hoje dá pra trocar pelo que?
Baile de réveillon, carnaval de salão, tirar uma garota pra dançar, medo de levar tábua e depois dar o que falar, hoje dá pra trocar pelo que?
Sentir o coração em desespero pra conquistar uma garota, pedir pra namorar, hoje dá pra trocar pelo que?
Deixe-me pensar...!!!



Remédio para os medos



Não havia necessidade de mais nada para aplacar os meus medos, bastava apenas a carinhosa voz da minha mãe dizendo: “dorme com Deus meu filho”.



Mergulho sem preparo



Até mergulhar na informação sem preparo é destrutivo.

"Que tempo bão"



Até então, aprender tabuada parecia ser a minha única preocupação.
"Que tempo bão..."
Tempo que já faz um tempão.

sexta-feira, 2 de março de 2018

Passeio de balão



Um balão passou na minha casa
Peguei carona nesse balão
Ele é colorido
Como arco-íris é o meu balão

Refrão:
Voa balão voa                                                      
É bom voar neste balão

Aqui em cima não tem estrada
Tem céu azul, nuvens de algodão
O vento é tão gostoso
Vai dirigindo o meu balão

Refrão



terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Os Brother's em momento de autoestima baixa


Jogando Pesado


Enquanto os "BBBrother's", no sufoco de sustentar a autoestima ficam no “queijo com goiabada”, outros “Brother’s” se mantem na velha estratégia do “caviar com marmelada”.




Banana da Terra


Seguir por Email

Translate

Total de visualizações de página

Estatísticas