sexta-feira, 3 de junho de 2016

Café festivo


Hoje o meu café da manhã foi muito divertido. Tão logo entrei na padaria, percebi que lá no fundo as balconistas riam muito. Era uma risada contagiante.
Depois que me sentei e pedi o de sempre, café com leite e pão com manteiga, uma delas gargalhando me perguntou: “moço” o que é concubina? As demais repetiam a palavra e também gargalhavam.
Depois da minha explicação, percebi que se contorciam de tanto rir.
O que rolava por lá antes de eu chegar não sei, até imagino algumas coisas, porém o que sei é que aquela situação também me fez rir muito.
Após aquele delicioso desjejum, peguei a comanda e fui ao caixa.
Para concluir, o proprietário e também caixa me disse um festivo: bom dia!
Correspondi ao seu cumprimento, dei-lhe o dinheiro e ele me falou: “você sabe que eu conheço uma senhorinha que está com cento e quatro anos? Ela me falou um dia destes que é bom ir, mas que vai ser bem melhor voltar”. Me deu o troco e riu tanto com a frase que disse que acabei novamente rindo, com ele.
Saí de lá tentando compreender aquilo tudo. Confesso que não entendi nada, mas ri e voltei a rir sozinho dentro do carro.
Talvez tudo isso não seja mesmo para entender, mas apenas sentir que “a alegria logo no café da manhã é boa e contagia” e permanece no outro por um período tão duradouro que estou aqui lembrando, rindo e escrevendo.
Até amanhã, em mais um novo e bom dia!



Seguir por Email

Translate

Total de visualizações de página

Estatísticas