sábado, 22 de julho de 2017

Paradoxo


Sei bem te apreciar
O seu imenso valor
A sua importância
O seu jeito de ser
Até as suas medidas...
Você sabe que eu sei
e fica feliz
Por te conhecer tão bem
Por saber te cuidar

Mas o amor é tão dual
Acho que...
Por esse motivo
É que eu sofro tanto
Não é de frio, mas do frio                       
Nunca lidei bem com o frio
Isso me arrepia, me dá calafrio

Já te falei o que foi
O que houve
Sou do calor
Dos sentimentos intensos
Sou da emoção

Coisas de coração
As vezes magoado
Calado
Dolorido

Por pequenas coisinhas
Até sem sentido
Eu ali bobo
Ali no meu canto...
Ressentido
Querendo voltar correndo
Para debaixo dessa coberta
Sedento

Sentir teu corpo
Ficar juntinho
Nesse teu calor tão gostosinho
Meu verdadeiro abrigo
Meu encanto tão único
O teu coração


Seguir por Email

Translate

Total de visualizações de página

Estatísticas