quarta-feira, 16 de abril de 2014

Dias de Ferradura



Irrompe a mão tosca precisa,
com força certeira o martelo.
Raio vermelho, amarelo,
o ferro quente agoniza.
A bigorna, o fole,
a fornalha não dorme.
Dias felizes o tempo levou,
sobraram raízes, o tempo mostrou.
Velho ferreiro, velho guerreiro,
o menino se foi,
teu carinho ficou.


Homenagem do autor ao Sr. Dante Fraccari que foi ferreiro por muitos anos na cidade de Santa Branca/SP


Seguir por Email

Translate

Total de visualizações de página

Estatísticas